O Projeto

O projeto VARSUL (Variação Linguística na Região Sul do Brasil) tem por objetivo geral a descrição do português falado e escrito de áreas socioculturalmente representativas do Sul do Brasil. Conta com a parceria de quatro universidades brasileiras: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Santa Catarina e Universidade Federal do Paraná.

 

O projeto constitui-se de: Banco de Dados VARSUL e Amostra Digital VARSUL.


O VARSUL tem como propósito oferecer: (i) subsídios para a descrição do português falado e escrito no Brasil; (ii) condições para teste e desenvolvimento de teorias linguísticas; (iii) condições para formação de novos pesquisadores; (iv) subsídios para programas educacionais, promovendo o conhecimento e o respeito às variedades linguísticas.



Banco de Dados VARSUL

Formado por 288 entrevistas de zonas urbanas, o Banco VARSUL está distribuído igualmente entre quatro cidades de cada um dos três estados da região Sul do Brasil: Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Flores da Cunha, Panambi e São Borja), Santa Catarina (Florianópolis, Blumenau, Lages e Chapecó) e Paraná (Curitiba, Pato Branco, Londrina e Irati). Trata-se de um banco de dados linguísticos e socioculturais para estudos de fonologia, morfologia, sintaxe, léxico e discurso.

Amostra Digital VARSUL

Formada por trechos de áudio (entre 5 e 15 minutos de fala), a Amostra Digital VARSUL constitui-se de 40 entrevistas: 24 das capitais do Sul do Brasil (8 de cada capital), 8 do Banco Monguilhott e 8 do Banco Brescancini e Valle - os dois últimos, representativos de zonas não urbanas de Florianópolis.